20100425

"O que é preciso é animar a Malta" no Coliseu

Foi o que estas TRÊS VOZES fizeram no velho Coliseu de Lisboa relembrando velhos temas que teimam em manter-se sempre novos.
ESTE MANIFESTO É PESSOAL:
Cheira a fim de ciclo; basta ver o desnorte de quem governa e a concorrida aglomeração de tanta tendência dos que pensam lá chegar. Outros, sabendo que "nunca" lá chegarão, olham de soslaio para a sua rectaguarda, apertam o passo e afinam as gargantas para o concurso do quem berra mais alto. Falta POLITICA. Falta gente com PROJECTOS SOLIDARIOS e, portuguesmente falando, há um enorme déficite de "tomates" para cortar a direito. É sintomático que se oiça a elite+populaça (desculpem-me o termo) discutir a importação de árbitros estrangeiros para tratar da corrupção no futebol! A mesma elite+populaça que assistiu ao despudor com que os seus representantes, há uns anos atrás, se arrogaram o direito de receber a reforma por inteiro ao fim de 8 anos de parlamento e não saiu à rua para os despachar pela janela do palácio, faz agora paragonas de 1ª página e solta urros de indignação com o que ganham os gestores de empresas "públicas" !?! Tenho um amigo que de há muito prefere a comodidade do sofá ao cívico dever de votar. Diz que não vale a pena. Que o que os gajos querem é o tacho. Estes ou outros é tudo a mesma "merda". Eu prefiro continuar a resistir ao apelo do sofá e continuar a votar mas, este sistema eleitoral não me serve.
PASSAREI A VOTAR EM BRANCO. Enquanto não existirem circulos uninominais para que eu escolha o meu representante ao Parlamento, que ele possa ser independente de um qualquer partido e, enquanto não me for garantido que em qualquer altura do seu mandato quem o elegeu o possa demitir apelando a nova eleição por incumprimento de quebra do contrato eleitoral, EU NÃO VOLTAREI A VOTAR EM NENHUM PARTIDO, a menos que até lá, alguém apresente uma reforma neste sentido, a calendarize de modo a garantir que nas eleições seguintes, os Portugueses tenham a possibilidade de tornarem os políticos eleitos, PESSOAS RESPONSAVEIS PERANTE QUEM OS ELEGEU.

No comments:

Post a Comment